EXAMES

Exames de diagnóstico e tratamento

FORMULÁRIO DE MARCAÇÃO DE CONSULTA

TOPOGRAFIA CORNEANA

A Topografia Corneana avalia a superfície da córnea através da identificação da sua curvatura, regularidade e simetria. É um exame indolor, indicado para doenças da córnea e no pré-operatório de cirurgias refractivas e catarata, na adaptação de lentes de contato, no controle do Astigmatismo pós-cirúrgico, em diagnóstico e na evolução das ectasias corneanas, é fundamental para tratamento ORTO K.

CAMPIMETRIA COMPUTORIZADA ou PEC

É um exame que avalia a percepção visual central e periférica. Indicado para o diagnostico do glaucoma, patologias neurológicas e outras.

BIOMICROSCOPIA

É um exame que permite e avaliação das estruturas do segmento anterior (íris, aquoso, cristalino e suas cápsulas) e parte do segmento posterior (vítreo anterior e retina) através de lentes apropriadas, com excelente aumento e iluminação adequada. Fundamental na boa adaptação de lentes de contacto.

TONOMETRIA

É um exame que tem como objectivo medir a pressão dentro do olho (intra-ocular), com o auxílio de um tonómetro. Existe a tonometria de sopro (indolor e pouco invasivo e a de aplanação (requer anestésico). Teste de despiste ao glaucoma.

FUNDOSCOPIA

Técnica de estudo e avaliação do fundo de olho (retina).

Avalia as estruturas da retina, nervo óptico e vasos retinianos, especialmente na região central denominada mácula. O exame de fundo de olho pode trazer informações importantes em pacientes de todas as idades.

RETINOGRAFIA NÃO MIDRIÁTICA

Permite uma análise da retina com imagens sempre focadas, amplas e de alta resolução. É indolor e não necessita de midriaticos (medicamento que  provoca a dilatação da pupila ocular). É realizada uma Fotografia ao fundo do olho e observa-se o pólo posterior: o nervo óptico, a mácula, as veias e as artérias da retina.

Fundamental no diagnostico de patologias retinianas tais como retinopatias maculares, hipertensivas, glaucomatosas, diabéticas, toxicas entre outras.

TESTE DE SENSIBILIDADE AO CONTRASTE

O Teste de Sensibilidade ao Contraste tem a função de analisar a qualidade da visão em diferentes níveis de iluminação ou de contraste, através de projeções de imagens. É  indicado para pacientes com suspeita de doenças oculares, como doenças da córnea, catarata e doenças degenerativas da retina.

PAQUIMETRIA

É um exame que tem como objectivo determinar a espessura da córnea. Pode ser obtida através da utilização de ultra-sons (paquimetria ultrassónica) ou de luz (paquimetria óptica). De relevante utilização em indivíduos com hipertensão ocular, dado que a espessura da córnea influencia os valores da pressão intra-ocular obtidos a partir dos tonómetros de sopro; no diagnóstico e seguimento de doenças que afectam a espessura e morfologia corneana (queratocones, distrofias marginais pelúcidas, traumatismos, úlceras, edema, distrofias);é também um exame fundamental na avaliação da viabilidade para a cirurgia refractiva (para compensação da miopia, astigmatismo e hipermetropia com laser).

ALTIMETRIA

Estudo da profundidade e volume da câmara anterior do olho (espaço compreendido entre a superfície posterior da córnea, íris e cristalino), e do ângulo formado entre a íris e córnea. É obtido pela utilização de luz aquando da realização do exame topográfico. Os seus resultados são importantes para a avaliação do risco de hipertensão ocular, determinação do tipo de glaucoma e avaliação pré-cirúrgica da cirurgia à catarata.

ECRÃ DE HESS

Exame para estudo da motilidade ocular, especialmente em caso de estrabismos de origem parética e paralítica. Constitui-se como um exame complementar à consulta de ortóptica, importante na determinação qualitativa, quantitativa, diagnóstico e seguimento do tipo de estrabismo.

TERAPIA VISUAL/REABILITAÇÃO ORTÓPTICA

Designação dada a um conjunto de técnicas e exercícios/procedimentos não cirúrgicos destinados a tratar e reabilitar alterações (não patológicas) do normal funcionamento da visão (motora e sensorial, de forma individualizada e seleccionados para cada caso e sob supervisão). A sua finalidade, para além de repor o normal funcionamento da visão, compreende também o restauro e consolidação da performance visual de acordo com necessidades específicas, dotar o indivíduo de um conjunto de estratégias que lhe permita a prevenção e controlo de novas ocorrências mantendo o bem-estar visual. Os programas de reabilitação aplicam-se em várias alterações da função visual: insuficiência de convergência; ambliopias ("olho preguiçoso"); estrabismos manifestos (tropias) e latentes (forias); alterações da acomodação e dos movimentos oculares. Previamente ao início de qualquer programa, é essencial efectuar uma rigorosa avaliação de todas as características da função visual e da saúde ocular, esclarecer procedimentos e objectivos a alcançar. O sucesso da reabilitação depende do envolvimento e da relação criada entre o paciente,os seus familiares, e especialista, dado que, para além de que todo o tratamento feito em ambiente de consultório, os sucessos dependem do trabalho feito em casa e da motivação.

Escolha o local onde pretende realizar o seu exame e/ou consulta:(obrigatório)

Escolha o exame e/ou consulta que pretende realizar:(obrigatório)

O seu nome (obrigatório)

O seu e-mail (obrigatório)

Assunto

A sua mensagem

Numero para marcação de consulta: 214 44 52 76

Escolha o local onde pretende realizar o seu exame e/ou consulta:(obrigatório). Em caso de preferência marque 214 44 52 76.